Fenacon e Receita discutem execução de benefícios da Lei nº 11.941/09



30/09/2009


Fenacon e Receita discutem execução de benefícios da Lei nº 11.941/09
Ano III - Número 366, Brasília, 30 de setembro de 2009
 
O presidente e o diretor de assuntos Legislativos e do Trabalho da Fenacon, Valdir Pietrobon e Fábio Oliveira, respectivamente, estiveram na tarde de ontem, 29, reunidos com Neuza Torquato, da Coordenação de Arrecadação e Cobrança da Receita Federal do Brasil (RFB) para tratar de assuntos referentes à Lei nº. 11.941/09, como a execução dos benefícios nela existentes.

Seguem as respostas para alguns questionamentos levantados:
 
Pagamento à vista: desde ontem, 28, já está disponível no sistema da RFB a forma de cálculo para pagamento à vista. Dentro do processamento acesse a sigla SICALC - fazendo dowload. A guia é emitida no ato, para dívidas com a Receita Federal e Previdenciária, excluindo-se dívida ativa.
 
Para parcelamento: acionar o aplicativo SALWEB.  Há necessidade, se houver parcelamentos em andamento, de fazer primeiro a desistência deste.
 
Processamento da execução dos pedidos:

1ª Fase
Pagamento à vista -
  observar o dowload SICALC, que emitirá a guia de pagamento, resultado final obtido;

No parcelamento -  fazer a desistência de parcelamento, se houver, e a opção VALIDAÇÃO. Remeter via sistema.
 

2ª Fase
Consolidação de parcelamentos –
A RFB disponibilizará em janeiro de 2010 a consolidação da dívida. Após essa informação o contribuinte terá disponível todos os seus débitos administrativos com o órgão e terá, obrigatoriamente, que revalidar ou ratificar se são exatos dentro da situação fiscal do ECAD, da RFB;

Da mesma forma deverá proceder com referência à dívida ativa da PGFN.
 
3ª Fase
Pagamentos –
tanto a RFB ou PGFN regulamentará se os pagamentos serão débitos em contas ou por meio de guias.
 
Empresas inativas, encerradas, baixadas, de ofício ou qualquer outra situação fiscal: terão obrigatoriamente de voltar a ser ATIVAS no sistema do CNPJ para aderirem aos benefícios fiscais da Lei nº 11.941/09.
 
Todas PF ou PJ que receberam ou receberão notificações de lançamento: até a data de 30/11/2009 de tributos devidos anteriormente,  vencidos até 30/11/2008 poderão aderir ao benefício fiscal da Lei.
 
Parcelamentos de todas as formas, após o pedido de desistência e adesão à Lei 11.941: terão imediatamente no dia seguinte o saldo remanescente de sua dívida desses parcelamentos para identificação do saldo devedor.
 
Pagamentos efetuados pelo pedido baseado na MP 449: a RFB ainda fará regulamentação e compensação dos pagamentos efetuados desde março de 2009.
 

Todas a retificações que por ventura forem detectadas terão que ser regularizadas no sistema no máximo até 30/11/2009




Projeto do Refis pode ser retirado, diz secretário
Feirão do imposto acontece neste sábado
Segunda Turma do STJ julga questão de direito adquirido nos casos de isenção de IR em alienação de a
EI: realizado treinamento de instrutores
Homenageado no Prêmio Comunique-se, o presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação diz que os obs


Mídia Marketing Direcionado - 2008
Daniel José